Etapas Presenciais

Você está aqui:
< Tópicos

Etapas presenciais de um processo seletivo podem ser chamadas todas aquelas em que os avaliadores são seres humanos interagindo com o candidato. Em outras palavras, são etapas de encontro entre duas ou mais pessoas a fim de avaliar aspectos que não podem ser mensurados por meio de softwares de assessments.

Espera-se que etapas presenciais sejam complementos às etapas de assessments a fim de validar as informações coletadas. Enquanto os assessments visam a mensurar atributos do indivíduo a fim de gerar indicadores objetivos de capacidade e potencial, as etapas presenciais visam a captar em maior detalhe essas capacidades e potenciais identificados pelos assessments. Por essa razão, não se pode atribuir maior ou menor importância a cada uma das etapas, uma vez que cada uma cumpre um papel distinto porém igualmente importante nas avaliações.

Embora comumente chamadas de etapas presenciais estas podem ser realizadas de forma online, via apps de videochamada, ou offline, efetivamente presencial. Os principais métodos de avaliação presencial em processos seletivos são as entrevistas e as simulações ou dinâmicas de grupo.

A entrevista

A entrevista é uma forma de assessment por meio da qual o entrevistador busca avaliar o background, as respostas e comportamentos do entrevistado em diferentes situações.

As entrevistas podem ser realizadas de forma presencial ou à distância, seja por meio de ligações de vídeo ou no formato de vídeo-entrevistas, em que o entrevistado grava, quando melhor lhe convir, um vídeo respondendo à pergunta previamente proposta.

A entrevista é o método mais comum de assessment utilizado nos processos seletivos das organizações. Hoje é praticamente impossível encontrar um processo seletivo que não utilize de entrevistas.

Saiba mais sobre entrevistas aqui.

Simulações e dinâmicas de grupo

Simulações são um dos métodos utilizados em processos seletivos cujo objetivo é observar e avaliar como os candidatos,que já passaram pelo processo de is screening se comportam diante de situações que podem fazer parte de sua rotina dentro da organização.

Nas dinâmicas de grupo, a vantagem, para os recrutadores, é que conseguem avaliar diversos candidatos de uma só vez, alocando seus recursos de tempo para uma única sessão de avaliação e poupando sua atenção exclusiva para a etapa de entrevistas. No entanto, essa mesma vantagem pode ter seu ônus em se tratando da precisão da avaliação, uma vez que se torna difícil avaliar todos os candidatos de uma só vez e de maneira suficientemente atenta.

As dinâmicas de grupo podem ser elaboradas de maneiras diversas. A mais comum é a apresentação de cases, durante as quais os avaliadores observam como os candidatos se organizam para a resolução de problemas, trabalho em grupo e apresentação em público. No entanto, os critérios de avaliação podem ser bastante distintos a depender da organizational culture e da vaga à qual os candidatos estão concorrendo.

Outras técnicas menos usuais como técnicas de teatro, jogos e brincadeiras também são utilizadas. Nesses casos, a intenção geralmente é observar a qualidade das interações que os candidatos estabelecem entre si e os recrutadores, mas também pode servir para avaliar as capacidades de raciocínio e resolução de problemas.

Anterior Structured
Próxima Cultural Fit
Sumário