O que é preciso para implementar people analytics?

 

Implementar people analytics na sua organização é o passo que falta à sua organização para colocar em prática tudo aquilo que você sabe sobre assunto. Afinal, conhecimento só é realmente válido quando pode ser aplicado em alguma coisa.

 

Não sabe muito sobre o tema? Não tem problema, nós iremos te explicar. Temos textos bastante completos no nosso site, que apresentam desde os conceitos mais básicos sobre people analytics até um gruia prático para estruturá-lo na sua empresa.

 

Sugerimos fortemente que você também leia nosso e-book sobre people analytics. Há muitas informações importantes lá, com gráficos, análises, cases, dicas e recomendações.

 

De qualquer forma, neste post aqui iremos te apresentar mais quais são as condições necessárias para implementar people analytics no seu RH. Ou seja, o que você precisa ter previamente a fim de ser capaz de extrair o máximo que a prática de people analytics pode te oferecer.

 

Vamos lá?

 

  1. Como implementar people analytics?
  2. Quem devemos contratar?
  3. Quais ferramentas deveríamos utilizar para implementar people analytics?
    1. Sistema com informações demográficas e de salário
    2. Sistema de avaliação de performance
    3. Pesquisa de clima
    4. Outras ferramentas?
  4. Ok, minha empresa tem esses sistemas. E agora, como implementar people analytics?

 

1. Como implementar people analytics?

 

Antes de entrarmos no assunto propriamente dito, queremos te fazer um convite. Somos uma empresa de RH orientada às melhores práticas e tendências do mercado. E agora, além de conteúdos para o blog e para o site, estamos fazendo vídeos no YouTube.

 

Por lá, trazemos conteúdos detalhados e séries especiais, sempre com a presença do nosso CEO, Thaylan Toth, ou com algum especialista da nossa organização. Venha conhecer o nosso nosso canal e, se for do seu interesse, inscreva-se nele. Temos certeza de que irá aprender muito.

 

 

E tratamos do tema deste artigo: implementar people analytics. São vídeos trazendo o passo a passo para finalmente estruturar essa prática no seu RH e colher os melhores benefícios. Não deixe de conferir!

 

2. Quem devemos contratar?

 

A primeira pergunta que vem à mente é: preciso contratar alguém para implementar people analytics? Aliás, só para que você saiba, é assim mesmo que dizemos: “implementar people analytics” (sem artigo ou preposição).

 

A resposta é: provavelmente. É bem provável que você precise contratar algum tipo de profissional orientado para essa função.

 

Seria interessante buscar alguém que conhecesse estatística, métodos quantitativos, machine learning, para garantir que tem todos os conhecimentos necessários para o processamento de informação.

 

Do outro lado, que conhecesse o negócio de gente — que é o nosso negócio, certo? Que entendesse como funciona o comportamento das pessoas, os indicadores de RH e quais os tipos de processos que o RH tem nas empresas.

 

Nem sempre é fácil, é raro encontrar tudo isso numa única pessoa. O mais fácil é encontrar alguém que seja bom em uma das duas frentes e desenvolver a outra.

 

Desse modo, geralmente o melhor é pegar alguém que tenha mais conhecimento sobre os processos de RH e de gente, e tenha um perfil um pouco mais analítico.

 

A parte estatística, mais matemática, mais específica, o funcionário consegue aprender com mais facilidade. Até porque, para a área de gente, a estatística não é uma algo extremamente pesado, desgastante, que irá consumir um tempo absurdo do profissional. Nem vai requerer um conhecimento super específico.

 

De qualquer forma, não é uma regra absoluta, é apenas uma sugestão. Falamos por experiência própria, mas isso não precisa ser seguido à risca.

 

3. Quais ferramentas deveríamos utilizar para implementar people analytics?

 

Você vai precisar de algumas ferramentas para implementar people analytics. Mesmo que não sejam as mais sofisticadas do mercado, algum tipo de ferramenta certamente é necessário.

 

Mas queremos deixar claro desde já: você não precisará de centenas de ferramentas para isso. Há casos de empresas, sobretudo as menores, que com uma simples planilha e alguns “pitacos opinativos” de gestores conseguiram fazer acontecer!

 

Implementar people analytics no departamento é processo longo, que vai depender da disponibilidade e dos recursos da sua organização. Mesmo práticas mais rudimentares podem ser consideradas people analytics, caso haja pelo menos algum tipo de predição.

 

People analytics rudimentar? Sim, people analytics rudimentar, mas ainda assim people analytics! Até porque, com dissemos, esse um conceito é bastante amplo, às vezes até abstrato para alguns líderes e profissionais de RH.

 

Nós tratamos desse assunto com mais profundidade em outros textos aqui do site. Se você ainda estiver confuso sobre o que é, que tal dar uma olhadinha neles?

 

Implementar people analytics: quais ferramentas usar?

 

Mas voltando ao assunto: people analytics pode ser implementado mesmo com planilhas, certo? Certo. Entretanto, precisamos dizer o seguinte: se você quiser escalar essa prática — especialmente se for uma empresa de médio ou grande porte —, se quiser extrair dela tudo que ela pode oferecer, você terá que dar um passo adiante.

 

Para isso, alguns sistemas vão facilitar muito a sua vida. Rodar um people analytics “decentemente” requer alguns sistemas de RH. Quais? Bom, seria interessante a sua organização contar com, pelo menos, estes:

 

Sistema com informações demográficas e de salário

 

Basicamente qualquer empresa tem, certo? Afinal, hoje em dia, nada é mais registrado e contabilizado à mão. Sempre há pelo menos algum sistema automatizado para este fim.

 

Dessa forma, você irá encontrar esses dados facilmente, seja na Contabilidade, seja na famosa folha de pagamento. Nada muito complicado por enquanto…

 

Sistema de avaliação de performance

 

Estes já são um pouquinho mais sofisticados do que os anteriores, mas ainda não é raro. Você vai precisar de qualquer sistema que rode avaliação de desempenho — ou algo do gênero.

 

Essas informações são importantes porque elas impactam diretamente os indicadores de RH. E como uma das principais funções do people analytics é predizer situações e eventos futuros (incluindo performance), é necessário um sistema que seja capaz de captar esses dados.

 

Lembre-se: dados são a base do nosso departamento. Sem eles, ficamos à deriva, apenas agindo no feeling e no “acho que vai dar certo”. Na maioria das vezes, não dá! Precisamos de informações mais concretas e menos sujeitas a emoções momentâneas.

 

Sistema de pesquisa de clima

 

À primeira vista, você pode estar se perguntando, desconfiado: “Um sistema de pesquisa de clima é realmente necessário para implementar people analytics?”

 

Se você quiser um sistema que consiga rodar boas predições, sim! É necessário.

 

Isso porque a pesquisa de clima oferece dados preciosos sobre o ambiente de trabalho e sobre a satisfação dos funcionários. Portanto, como você deve imaginar, é uma maneira excelente de prever turnover, já que a pesquisa mensura diretamente o engajamento desses colaboradores.

 

Mas não apenas isso! É ótimo para prever performance futura também. Isso porque os colaboradores costumam “abrir o coração” quando estão respondendo às questões da pesquisa de clima. Colocam lá todas as (ou pelo menos muitas das) suas dores, decepções e expectativas.

 

Talvez ele não esteja tão satisfeito com o salário ou com o pacote de benefícios. Talvez não saiba lidar bem com seu superior. Ou então talvez ele esteja sentindo ótimo com local de trabalho e com sua função, indicando que possivelmente permanecerá na empresa. Quem sabe não seja o momento de dar a ele treinamentos ou mentorias?

 

diversas ferramentas disponíveis para isso (o Google Forms, por exemplo, é uma delas). Há inclusive ferramentas gratuitas — geralmente com limitações de funcionalidades, como um SurveyMonkey da vida…

 

Solução Mindsight

 

Mas caso se interesse por algo mais sólido e robusto: nós da Mindsight oferecemos a pesquisa de clima mais completa do mercado, produzida pelos nossos especialistas em Psicologia Organizacional e Gestão de Pessoas.

 

Juntamente com o sistema, prestamos uma consultoria para orientar o cliente sobre como aplicar a pesquisa de maneira correta, na frequência correta e com a apresentação de resultados correta.

 

Além disso, abrimos espaço para personalização, já que cada organização tem suas particularidades e às vezes precisa de perguntas complementares para preencher todas as suas lacunas.

 

Caso tenha interesse, marque uma conversa com a nossa equipe.

 

Outras ferramentas?

 

Toda ferramenta capaz de colher dados pode ser bem-vinda à implementação de people analytics. Sabendo usá-las corretamente, quanto mais dados houver, melhor.

 

(Abriremos um parêntesis aqui para reforçar essa questão, pois é importante: toda ferramenta é bem-vinda, desde que seja usada corretamente! Afinal, nem todos os dados são adequados para os indicadores que buscamos. Aliás, nem todos os indicadores devem ser usados a todo momento. É preciso fazer uma análise contínua muito criteriosa sobre o uso de dados e de indicadores.)

 

De qualquer modo, quanto maior a integração dos sistemas de RH, mais bem alicerçada estará sua empresa. Portanto, você pode incluir dados de sistemas de treinamentos, sistemas de sucessão de carreira etc. Todos eles são boas pedidas.

 

Mas os mais importantes definitivamente são:

  • Folha de pagamento
  • Avaliação de desempenho
  • Pesquisa de clima.

 

Sem esses três, fica bem mais difícil implementar people analytics em média ou grande escala. E fica difícil fazer predições mais assertivas. Afinal, prever algo futuro é uma técnica extremamente sofisticada, em todas as áreas. Quanto mais em áreas humanas, em que pessoas (com toda as suas complexidades) estão diretamente envolvidas.

 

4. Ok, minha empresa tem esses sistemas. E agora, como implementar people analytics?

 

Se sua organização possui esses sistemas mencionados acima (pelo menos aqueles três mais importantes), é hora de botar a mão na massa e partir para a implementação.

 

Mas como fazer isso?

 

Bom, você já deve ter adivinhado: precisará de uma ferramenta para agregar os dados vindos de todos esses sistemas e trabalhar com eles. Como dissemos nos primeiros tópicos, sua empresa pode fazer isso até mesmo manualmente, com planilhas. Mas com certeza não é a melhor opção. Longe disso, aliás!

 

A melhor solução é, de fato, buscar uma ferramenta mais completa, dedicada à implementação de people analytics. Uma ferramenta que tenha um nível inteligência artificial suficiente para coletar os dados, agrupar e gerar insights reveladores sobre eles.

 

E mais do que isso! Um sistema que seja capaz de traçar diversos gráficos, seja personalizável e, de quebra, tenha uma interface amigável. Afinal, você passará grande parte da sua semana mexendo com ele, observando dados e analisando as predições.

 

Nada melhor do que um sistema poderoso e fácil de mexer. Os ganhos ao departamento e à organização são imensos. O investimento é facilmente convertido em produtividade, engajamento e lucro.

 

Não deixe de conferir os outros textos sobre People Analytics. E para saber mais sobre os nossos produtos, entre em contato conosco. Nosso time está sempre à disposição para atendê-lo.

Por