6 soft skills importantes e como analisá-las com a Mindsight

Um estudo da Progressive Policy Institute informou que 59% dos recrutadores responsáveis pela contratação e 89% dos gestores informaram que sentem dificuldade em recrutar candidatos com boas habilidades interpessoais. 

Isso se refere a habilidades como saber liderar, ter boa comunicação e saber trabalhar em equipe, as chamadas soft skills. Por vezes, elas pesam muito no momento da contratação, até mais do que as hard skills. 

Então pensando nisso, separamos seis soft skills que todo recrutador deve observar durante o processo seletivo e como avaliá-las com o nosso sistema, mas antes vamos entender mais sobre o conceito de soft e hard skills.

10 Perguntas a Serem Feitas Antes de Contratar Testes de Seleção

O que é soft skills? 

O termo “soft skills” traduzido para o português será “habilidades comportamentais”, ou seja, atributos subjetivos ligados ao nosso comportamento interpessoal. 

Quando lidamos com outras pessoas em um ambiente profissional, por exemplo, fazemos uso das soft skills para fazer um bom trabalho em equipe. 

O CEO do LinkedIn, Jeff Weiner, defende uma opinião sobre soft skills que vai ao encontro da mencionada na pesquisa acima, porque ele acredita que a habilidade mais importante no futuro não é de natureza técnica ou saber programar, mas são as soft skills que realmente importam. 

E se formos pensar que a rede que ele comanda é a maior rede profissional do mundo, devemos parar para pensar se estamos dando a devida atenção para o que as soft skills representam dentro de uma organização. 

Os recrutadores devem analisar quais soft skills são necessárias para cada cargo.
Os recrutadores devem analisar quais soft skills são necessárias para cada cargo.

Para as hard skills não temos um termo equivalente em português, já que a sua tradução literal é “habilidades difíceis”, porém, essas habilidades dizem respeito ao conhecimento teórico e técnico das pessoas. 

Ou seja, se você possuir uma graduação dentro de uma determinada área, essa é sua hard skill. Elas independem do seu comportamento, porque elas colocam em xeque a sua competência de conhecimento para desenvolver aquele determinado trabalho. 

Dentro de um ambiente corporativo, nem sempre possuir a melhor bagagem teórica faz o candidato ser a melhor escolha para a vaga, pois, a depender do cargo, é necessário que ele tenha um bom desenvolvimento das suas habilidades interpessoais, ou seja, das soft skills. 

Ou seja, é além de desenvolver o conhecimento técnico, também é necessário desenvolver que as habilidades comportamentais necessárias para aquele cargo, porque isso faz a diferença quando estamos contratando um novo funcionário. 

Não observar as soft skills do candidato podem colocar em jogo a escolha da pessoa certa para o cargo, porque no dia a dia, não são apenas as habilidades técnicas que precisamos usar. 

Hard skills podem ser adquiridas através de cursos, faculdades e treinamentos, mas sem sempre basta para contratar certo.
Hard skills podem ser adquiridas através de cursos, faculdades e treinamentos, mas sem sempre basta para contratar certo.

Enquanto conhecimento técnico (hard skills) pode ser adquirido através de estudos ou com experiência na área, as soft skills demandam um pouco mais de empenho para serem desenvolvidas. 

Alguns tipos de conhecimentos técnicos podem ser adquiridos em um curto espaço de tempo, mas as soft skills são habilidades desenvolvidas a longo prazo e que, apesar de algumas empresas oferecem treinamentos sobre algumas habilidades, nem todos os funcionários conseguem desenvolvê-las. 

Algumas soft skills precisam ser levadas em consideração para a contratação do funcionário, como por exemplo, ter uma boa comunicação, mas quando pensamos em um cargo de vendas, é preciso que a comunicação do candidato tenha se sobressaído dentre suas outras qualidades. 

E quais soft skills o recrutador deve analisar nos candidatos? Separamos seis soft skills importantes para qualquer área! Confira abaixo: 

1. Boa comunicação 

Saber se comunicar é importante para qualquer cargo, mas nesse caso estamos falando não somente do candidato não ser tímido e responder todas as perguntas da entrevista de modo desenvolto, mas de saber ouvir e interpretar o contexto do que ele está lidando. 

Desse modo, sua forma de se comunicar está em ouvir e ser ouvido, fazendo com que se expresse da forma mais efetiva possível. 

2. Liderar 

Para cargos de gestão, é imprescindível que o candidato demonstre que sabe liderar um time, sendo assim, extrair de cada pessoa da sua equipe o melhor das suas habilidades, além de ajudá-los em seu desenvolvimento, 

O líder também atua diretamente no engajamento e produtividade da equipe. Uma boa equipe com um líder que não está em conformidade com os demais, faz com que a equipe também não evolua ou atinja bons resultados. 

A liderança também é peça fundamental para um bom clima organizacional, portanto o líder deve refletir os valores da empresa. 

3. Trabalho em equipe 

Um time cujos funcionários sabem trabalhar em equipe é mais engajado e trabalha em mais harmonia, desta forma, acabam trazendo melhores resultados, porque a produtividade é diretamente afetada por um time que está alinhado. 

Contratar um funcionário que tem a hard skill necessária para o cargo, mas que no processo seletivo demonstrou que não consegue trabalhar bem em equipe, pode resultar em um turnover rapidamente. 

Nesses casos, o ideal é não seguir com esse candidato e continuar a busca pela pessoa certa, pois as chances de desligamento são grandes e isso significa, portanto, iniciar um novo processo seletivo, além da empresa ter que arcar com os custos desse desligamento. 

4. Flexibilidade

Essa flexibilidade não é sobre horários flexíveis, fazer home office ou outros benefícios oferecidos pela empresa. 

O momento atual é muito dinâmico e está em constante mudança, então os candidatos devem estar aptos e abertos a encararem essas mudanças, por isso eles devem demonstrar flexibilidade para enfrentar essas mudanças. 

5. Inovação 

Saber inovar e propor melhorias para realizar o trabalho ou formas de ajudar a equipe e empresa evoluir é uma habilidade muito valorizada dentro de qualquer empresa. 

Conhecimento técnico, experiências profissionais e criatividade fazem com que o funcionário tenha essa soft skill bem desenvolvida, desta forma, ele é capaz de enxergar diferentes formas de inovar dentro da empresa. 

6. Pensamento crítico 

Essa soft skill diz respeito sobre a capacidade de analisar informações e dados e processá-las de maneira lógica. 

Os funcionários com essa habilidade bem desenvolvida são capazes de analisar as causas dos problemas e por meio da análise lógica, oferecer soluções ou pontos de vista de problemas antes mesmo que eles aconteçam. 

Analise Soft skills com a Mindsight 

É possível analisar essas soft skills por meio de perguntas específicas que o recrutador fará ao candidato no momento da entrevista ou através de dinâmicas, por exemplo, porém, esse processo pode ser otimizado. 

Os testes psicométricos da Mindsight, que fazem parte da nossa suite de Recrutamento e seleção podem te oferecer uma visão sobre essas e outras soft skills, antes mesmo da entrevista com o candidato. 

Sendo assim, você já pode filtrar os resultados obtidos de acordo com o que é necessário para a vaga e em alguns casos, é possível selecionar alguns perfis para o banco de talentos da sua empresa, pois os candidatos podem ter o perfil de outra vaga. 

Os nossos testes foram construídos tendo como base a metodologia do Big Five, que é a teoria de personalidade mais propagada atualmente pelos psicólogos, portanto, é o teste mais confiável disponível no mercado hoje. 

Com base nos resultados desses testes, também é possível analisar outras habilidades comportamentais dos candidatos, como pensamento criativo, inteligência emocional, perfil analítico, iniciativa, planejamento, entre outros. 

Ficou curioso e quer saber mais sobre como nosso sistema funciona? Entre em contato com nossos especialistas! 

Se você ainda tem dúvidas sobre os testes psicométricos e como eles podem te ajudar na gestão de pessoas, baixe nosso e-book sobre 10 Perguntas a Serem Feitas Antes de Contratar Testes de Seleção! 

 

10 Perguntas a Serem Feitas Antes de Contratar Testes de Seleção

Autor

Compartilhe:

Post populares

Ciclo de Gente: que etapas, pontos de contato, times e métricas ele envolve? Tiramos essas e outras principais dúvidas aqui! 
Como contratar um profissional de People Analytics de maneira efetiva?
SIOP Annual Conference: Conheça o maior evento de psicologia organizacional do mundo 
Case Grant Thornton: ferramenta para centralização de dados e inteligência para tomada de decisão
Mindsight + Sankhya: Uma nova era na gestão de RH

Posts relacionados

Ação 1
pexels-photo-1379636
© Mindsight 2024. Todos os Direitos Reservados