7 tipos de feedback e por que realizá-los com sua equipe

Tipos de feedback: saiba qual o melhor para aplicar!

[lwptoc skipHeadingText=”*Últimas notícias*|*Cognitive HR*|*3 modelos de PDI e qual deles é o ideal para usar com seu time*|*O que é feedback contínuo e por que aplicar com seu time?*|*Conheça as teorias de liderança mais relevantes para o seu negócio*”]

baixe agora o e-book: Guia do RH estratégico!

Existem muitos tipos de feedback, e feedbacks nada mais são do que apontamentos ou avaliações da conduta do funcionário, seja pessoal ou profissional, dentro da empresa.

Através dessa prática, o funcionário sabe se sua atuação está de acordo com a cultura organizacional e se alguns pontos devem ser revistos ou abandonados.

É comum que toda empresa realize feedbacks com seus funcionários ao longo do ano para que seja avaliado o desempenho e desenvolvimento profissional durante o período.

Porém, a forma como são aplicados podem – e devem – ser revistos, pois é comum pensarmos que o feedback apenas levanta apenas questões e ações negativas.

Por isso separamos 6 tipos de feedback para você analisar qual é o melhor método para aplicar com o seu time, a depender do contexto. 

Acompanhe a leitura para saber mais sobre os tipos de feedback disponíveis:

 

Tipos de feedback: saiba o melhor para aplicar no seu time!
Tipos de feedback: saiba o melhor para aplicar no seu time!

Tipos de feedback

Para cada conversa com o funcionário, existe um tipo de abordagem para se considerar. Verifique qual dos tipos de feedback se aplicam melhor em cada caso e não erre!

1. Feedback positivo ou de elogio:

Feedback positivo é aquele que reconhece a conquista ou desenvolvimento dos funcionários, a fim de mantê-los motivados e engajados.

Não deixe de elogiar o funcionário por achar que somente os feedbacks construtivos e negativos fazem a diferença no seu comportamento.

Tipos de feedback: Feedback positivo ajuda na auto estima dos funcionários

Elogiar em público, reafirmar e reconhecer o empenho do seu funcionário também gera bons frutos.

Para que esse feedback tenha o efeito pretendido, informe o funcionário no que ele acertou, por exemplo, caso ele tenha recebido um elogio de um fornecedor, diga que ele foi reconhecido por essa atitude.

Deixe o funcionário saber qual comportamento foi aprovado de forma positiva.

2. Feedback construtivo:

Apresenta pontos positivos na jornada do funcionário, ao mesmo tempo em que aponta meios de potencializar seu desempenho.

Quem está aplicando o feedback deve informar o motivo da conversa, apresentando o contexto e oferecer formas de aprimorar o que já está sendo feito até o momento, de modo que seu desempenho cresça ainda mais.

Por exemplo, no caso de um funcionário estar apresentando baixo rendimento, mas esse não ser seu o comportamento habitual, no lugar de criticá-lo, deixe claro que ele sempre fez as entregas no tempo previsto e com excelência, mas que ultimamente você notou que ele está desmotivado.

Coloque-se à disposição para ajudá-lo a traçar estratégias de melhorias na sua rotina ou nas tarefas que o desempenho dele deixou a desejar.

3. Feedback negativo ou corretivo:

Feito com educação, respeito e empatia, não deixa de existir ou de ser aplicado no ambiente empresarial, pois atitudes que fogem do esperado e baixos resultados, necessitam acompanhamento.

Essa conversa deve ser privada entre líder e liderado, exceto quando diz respeito a atuação da equipe, pois do contrário, pode constranger o funcionário e ter efeito contrário no seu rendimento, deixando-o mais desmotivado.

 

Tipos de feedback: Feedback Negativo auxilia no desenvolvimento dos funcionários
Tipos de feedback: Feedbacks negativos também auxiliam no desenvolvimento dos funcionários

O feedback diz respeito ao comportamento e não as próprias pessoas, por isso saber o que e como dizer, além de escolher um local seguro, faz toda a diferença em como a conversa será recebida pelo outro.

4. Feedback de aprimoramento:

Todo funcionário, independente do cargo, pode se aprimorar no trabalho, mas o feedback de aprimoramento é muito importante para pessoas que iniciaram há pouco tempo naquela função ou tem pouca experiência profissional, por exemplo.

Apontar essas falhas nem sempre é uma tarefa fácil, então é importante preparar o momento desse feedback, porque o funcionário deve entender que não é uma crítica ao seu trabalho, mas uma recomendação de aperfeiçoamento.

5. Feedback de acompanhamento:

Considerando que os feedbacks são parte da cultura da empresa, o líder pode optar por fazer reuniões de acompanhamento daquilo que foi discutido durante as últimas avaliações.

É possível realizar reuniões de acompanhamento quinzenais, mensais ou em períodos maiores, de acordo com a necessidade que a equipe ou o cargo exigem.

Conversar sobre as demandas de trabalho, refletir sobre as dificuldades, comentar sobre o que deu certo durante o período, são excelentes formas de acompanhar a equipe e também reforçar a confiança e harmonia do time.

6. Feedback de desligamento ou demissional:

Em alguns casos, o funcionário já passou por alguns dos feedbacks acima e sem mostrar resultado ou mudança, então o que resta é o desligamento.

Mesmo nessa situação, realizar um feedback demissional demonstra sensibilidade e profissionalismo por parte da equipe de gestão de pessoas. É importante falar dos feedbacks anteriores e deixar claro os motivos que levaram a empresa a tomar essa decisão.

Caso o funcionário tenha pedido demissão, a empresa pode entender quais os motivos que o fizeram chegar nesse ponto e trabalhar para que não perca outros talentos por conta dos mesmos problemas.

 

Todo feedback tem um propósito
Todo feedback tem um propósito

Se a empresa tiver optado pelo desligamento, durante essa conversa é possível saber quais motivos levaram o funcionário ao baixo rendimento e desmotivação e trabalhar para que isso não ocorra com outras pessoas.

Independente do feedback, é fundamental deixar o funcionário confortável ao ponto de se sentir seguro para fazer apontamentos ou dizer em quais pontos ele precisa de ajuda para melhorar ou evoluir. Saber ouvir é essencial para que os feedbacks sejam produtivos para todos.

7. Feedback contínuo

Como o próprio nome diz, o feedback contínuo é uma prática constante de apontamentos entre os funcionários e que ambos podem dar um retorno sobre ações que merecem ser elogiadas ou melhoradas. O feedback contínuo pode abordar abordar todos os tipos de feedback que mencionamos acima.

Caso a empresa adote o feedback contínuo e isso passe a fazer parte da cultura organizacional, é possível reduzir as taxas de turnover, uma vez que os funcionários e liderança estarão com expectativas alinhadas de ambos os lados. 

Diferente dos demais tipos de feedback, o feedback contínuo não precisa necessariamente acontecer com uma reunião ou 1:1 previamente agendado. A atividade pode ser realizada semanalmente em conversas rápidas e informais, mas é importante que tudo o que foi dito seja registrado. 

A importância do feedback na rotina corporativa

É importante que a maioria desses tipos de feedback sejam postos em prática, pois essas avaliações de desempenho do funcionário funcionam como um estímulo para aperfeiçoamento, além de ser uma oportunidade de aprendizado em conjunto.

A aplicação de feedbacks deve se tornar um hábito, pois reforça laços de confiança entre líder e liderado, fazendo com que comportamentos sejam reforçados ou corrigidos.

Fornecer feedbacks para o time é uma forma de demonstrar que a empresa está acompanhando a jornada de todos e investindo nos profissionais.

Essas avaliações atuam como reforço de um comportamento positivo, reconhecimento de produtividade e desempenho, ou no caso de retornos negativos, auxiliam que esses pontos sejam reconhecidos e melhorados.

Sua aplicabilidade resulta em um time de melhor performance e que também está alinhado com a cultura organizacional. A ausência de feedbacks pode acarretar falta de motivação e aprimoramento, pois o funcionário não sabe em quais pontos ele está acertando e errando.

baixe agora o e-book: Guia do RH estratégico!

Para não errar no feedback:

Agora que você já sabe quais os tipos de feedback, não se esqueça dos seguintes pontos:

  • Independente de qual dos tipos de feedback seja o ideal, ele não é para ser dado apenas nos ciclos de avaliação de desempenho periódica
  • É dever do líder direcionar o funcionário da melhor maneira, assim como é direito do funcionário saber se está indo bem ou não nas suas tarefas
  • Feedback fora de hora perde o contexto, portanto, perde o efeito
  • Com exceção do feedback de elogio, os demais sempre devem terminar com um plano de ação em conjunto, visando aperfeiçoamento do trabalho ou do profissional

E lembre-se: independente dos tipos de feedback, ninguém recebe feedback de algo que nunca foi ensinado. Então verifique o contexto da situação e se cabe uma devolutiva ou treinamento.

Quando o canal de comunicação entre todos os membros da organização permanece aberto, de maneira franca e transparente, e sempre visando a evolução de todos os envolvidos, o clima organizacional permanece favorável para desenvolvimento e alcance de metas e objetivos.

Deste modo, a aplicação habitual do feedback se mostra indispensável para retificar comportamentos e manter o time comprometido e envolvido, afinal de contas, as empresas são aquilo que as pessoas ali dentro fazem dela, portanto, que façamos dela a sua melhor versão.

Confira outras dicas de tipos de feedback nessa reportagem da Você RH e também assista ao nosso vídeo no Youtube sobre como dar um bom feedback e transforme a sua equipe!

Autor

Compartilhe:

Post populares

Ciclo de Gente: que etapas, pontos de contato, times e métricas ele envolve? Tiramos essas e outras principais dúvidas aqui! 
Como contratar um profissional de People Analytics de maneira efetiva?
SIOP Annual Conference: Conheça o maior evento de psicologia organizacional do mundo 
Case Grant Thornton: ferramenta para centralização de dados e inteligência para tomada de decisão
Mindsight + Sankhya: Uma nova era na gestão de RH

Posts relacionados

Ação 1
pexels-photo-1379636
© Mindsight 2024. Todos os Direitos Reservados